Acessibilidade em gestos simples

Há várias maneiras de tornar um ambiente interno, meio de transporte ou órgão público acessível. Os locais adaptados (alterados posteriormente para serem acessíveis) ou adequados (originalmente planejados para serem acessíveis) podem receber diversos recursos que garantirão a autonomia, a segurança e o conforto às pessoas com deficiência, tais como: rebaixamento de calçadas, rampas que vençam todos os desníveis, sinalizações em Braille, recursos comunicacionais para os surdos, etc. Mas não precisamos ter um estabelecimento público para “acessibilizar”, pequenos (porém grandiosos) gestos podem contribuir com a acessibilidade e facilitar a vida diária destas pessoas, e o que queremos mostrar para vocês em alguns posts. Aproveitem e repassem a “dica” em uma conversa com o amigo, o pai, a mãe, os irmãos…

.

Respeitando o piso tátil

A NBR 9050/2004 caracteriza o piso tátil pela diferenciação de textura em relação ao piso adjacente, sendo destinado a constituir alerta ou linha guia perceptível por pessoas com deficiência visual. Temos dois tipos de piso: o de alerta (aquele de bolinhas) e o direcional (com faixas lineares em relevo). Este piso deve ter, ainda, cor contrastante em relação às áreas adjacentes para permitir a orientação de pessoas com baixa visão. Essa cor diferenciada também serve de alerta para que nós, pessoas que enxergam, não utilizemos aquele recurso.

Continuar lendo

Anúncios

Acessibilidade em: Eventos para idosos, cuidados na escolha do local

Nos dias 11 e 12 de agosto de 2011, no Centro de Eventos do Hotel Praiamar, ocorreu a III Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Natal-RN. O evento foi promovido pelo Conselho Municipal do Idoso (CMI) em parceria com a Prefeitura do Natal, através da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas). Contou com a participação de 200 pessoas, em sua maioria idosos. Continuar lendo

Obrigatoriedade do Cardápio em Braille

A Lei Estadual N.° 7.776 de 23 de janeiro de 2005, dispõe sobre a obrigatoriedade de cardápio em Braille em hotéis, restaurantes, bares e similares no Estado da Paraíba. A Lei Municipal N.º 11.882 de 11 de fevereiro de 2010, amplia a obrigatoriedade a estabelecimentos que comercializam alimentos e bebidas, como restaurantes, bares, lanchonetes, hotéis, motéis, casas noturnas e similares no município de João Pessoa. Continuar lendo