Melhorias na acessibilidade para pessoas com deficiência visual – Parte I

Os recursos de acessibilidade, tecnológico e humano, facilitam a percepção do ambiente que uma pessoa com deficiência visual pode desfrutar, incluindo-se as paisagens e composições arquitetônicas, bem como possibilita a própria mobilidade com autonomia nesse local. Em uma série de quatro posts, vamos mostrar recomendações para melhorar a acessibilidade dessas pessoas nos hotéis, onde tais indicações podem ser estendidas para vários outros estabelecimentos.

Os hotéis precisam de um plano de acessibilidade voltado às pessoas com deficiência e a situação atual alerta para a necessidade urgente de projetos de adequações. Então, vamos conhecer essas mudanças de acordo com os ambientes.

Entradas

A NBR 9050/2004 determina que as edificações e equipamentos urbanos possuam todas as suas entradas acessíveis, exceto de áreas de serviço ou de acesso restrito. Além disso, é importante que exista um percurso acessível que una a edificação à via pública, às edificações e aos serviços anexos de uso comum e aos edifícios vizinhos, como indica a Lei N° 10.098, de 19 de dezembro de 2000.

Para que uma pessoa com deficiência visual possa identificar e acessar a entrada de um hotel, é preciso disponibilizar um elemento que sirva de guia. Muitas vezes essa orientação pode ser feita por meio de piso tátil direcional, instalado no sentido do deslocamento, guiando a pessoa com deficiência visual da calçada até a entrada do prédio. É preciso cuidado para não confundir a instalação desses pisos, como na próxima imagem.

Não é indicada a utilização de capacho – tipo de tapete felpudo utilizado nas entradas das edificações. Esses tapetes podem causar tropeços em pessoas com deficiência visual e idosos, além de aumentar o esforço de uma pessoa em cadeira de rodas para entrar no lugar, por exemplo. Para evitar acidentes, indica-se o nivelamento do capacho com o piso, embutindo de maneira que o desnível não exceda 5 mm, como determina a NBR 9050/2004

Para o caso de entradas com portas de vidro transparente, recomenda-se a utilização de uma faixa sinalizadora em cor que apresente contraste, para não ocasionar acidentes com pessoas idosas, com baixa visão ou distraídas.

Recepção

Em muitos hotéis não encontramos referências para mobilidade dessas pessoas. Às vezes é necessária a instalação de pisos táteis direcionais no hall, que podem ser complementados com a utilização de um mapa tátil, localizado logo após a entrada, como na simulação abaixo. (Aqui, mais sobre mapas táteis).

Além disso, é essencial que os funcionários, responsáveis pelo contato direto com o hóspede, sejam capacitados em atender pessoas com deficiência, tanto física quanto sensorial.

Procedimentos de check-in

Um treinamento de capacitação acostumará os funcionários a receberem pessoas com deficiência, evitando constrangimento. Inicialmente, os funcionários devem sempre perguntar como o hóspede com deficiência deseja ser ajudado e só então agir. Mesmo com boa vontade podemos cometer enganos (como indicar com “ali”, “lá” o caminho a alguém com deficiência visual), mas um treinamento direcionado ajuda a amenizá-los.

Para evitar que o hóspede exponha seus dados pessoais a terceiros, a Ficha Nacional de Registro do Hóspede pode ter a opção de preenchimento em um computador na recepção, basta que seja instalado um leitor de telas nele.  Esse tipo de recurso precisa ser opcional. Se o hóspede se sentir à vontade em ditar seus dados, eles podem ser facilmente preenchidos na ficha por um funcionário.

Dirigir-se até o elevador

Também é recomendada a instalação de piso tátil direcional do balcão de recepção até a entrada do elevador, caso esse percurso não possuam referenciais de balizamento, na direção da botoeira de chamada. O piso tátil de alerta deverá ser utilizado na mudança de direção e próximo à porta do elevador, com afastamento aproximado de 0,30 m, como na simulação a seguir.

Acionar o botão de chamada do elevador

A botoeira do elevador não deve ser sensível ao toque, e sim permitir que seja acionada pelo hóspede com deficiência visual. Falamos sobre essas recomendações neste outro post: painel de elevador e acessibilidade.

Todos os usuários do elevador devem ter acesso às informações fornecidas para o uso correto do equipamento e para sua segurança. No batente do elevador é possível inserir um informativo em Braille localizado a 1 m do chão e com inclinação de 15 graus , como na próxima imagem da simulação. Esse informativo deverá conter as mesmas informações disponíveis em tinta, quais sejam:

  • Não fume no elevador;
  • Em caso de incêndio use a escada;
  • Antes de entrar, certifique-se de que o elevador se encontra parado nesse andar (aviso muito importante para as pessoas com deficiência visual);
  • Favor respeitar a capacidade máxima;
  • Pavimento atendido e pavimento em que se encontra.

Além disso, todas as informações em tinta devem estar em fontes ampliadas, cor contrastante dos textos e fundo, de forma que sejam lidas por pessoas com baixa visão, como recomenda a norma (mais sobre sinalização aqui). O próximo quadro demonstra os tipos de cores que podem ser utilizados com outras de forma que haja contraste.

Continuaremos no próximo post com detalhes sobre escadas, rampas e obstáculos nas circulações desses estabelecimentos. Até lá!

Fonte: Dissertação – Abordagem da ergonomia para análise da acessibilidade a Hóspedes com deficiência visual em hotéis.

Larissa Santos

Anúncios

5 respostas em “Melhorias na acessibilidade para pessoas com deficiência visual – Parte I

  1. Pingback: Melhorias na acessibilidade para pessoas com deficiência visual – Parte II | Paraíba sem Barreiras

    • Boa noite, Rayanny. Para a acessibilidade neste caso usa-se o número do andar, em braille e alto relevo, no batente do elevador. Ao sair do elevador, a pessoa com deficiência visual irá tatear na altura da cintura (cerca de 1m do chão) e saber o andar que está localizado.
      Abraços e obrigada pela participação.

  2. Pingback: Melhorias na acessibilidade para pessoas com deficiência visual – Parte III | Paraíba sem Barreiras

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s